Selecione uma árvore alternativa para Regressão CART®

Executar Estat > Análise preditiva > Regressão CART®. Clique no botão Selecionar uma árvore alternativa para o Gráfico de r-quadrado vs. número de nós terminais ou o Gráfico desvio médio absoluto vs. número de nós terminais.

Visão geral

Por padrão, o Minitab Statistical Software produz resultados para a menor árvore com um valor de critério dentro de um erro padrão do melhor valor. O critério é o erro mínimo quadrado ou o desvio absoluto mínimo, dependendo da sua escolha. O Minitab permite explorar outras árvores na sequência que levou à identificação da árvore ótima. Normalmente, você seleciona uma árvore alternativa por uma das duas razões a seguir:
  • A árvore que o Minitab seleciona faz parte de um padrão em que o critério melhora. Uma ou mais árvores que têm mais alguns nós fazem parte do mesmo padrão. Normalmente, é aconselhável fazer predições de uma árvore com o máximo de exatidão de predição possível.
  • A árvore que o Minitab seleciona faz parte de um padrão em que o critério é relativamente plano. Uma ou mais árvores com estatística semelhantes de sumário do modelo têm muito menos nós do que a árvore ótima. Normalmente, uma árvore com menos nós terminais proporciona uma visão mais clara de como cada variável preditora afeta os valores de resposta. Uma árvore menor também facilita a identificação de alguns grupos-alvo para a realização de estudos adicionais. Se a diferença na exatidão da predição para uma árvore menor for insignificante, você também pode usar a árvore menor para avaliar as relações entre a resposta e as variáveis preditoras
Por exemplo, o gráfico a seguir acompanha os resultados da árvore com 21 nós. Outras árvores na sequência têm valores de R2 semelhantes.
A árvore de 17 nós tem um valor de R2 quase tão alto quanto a árvore de 21 nós. Normalmente, uma árvore com menos nós terminais proporciona uma visão mais clara de como cada variável preditora afeta os valores de resposta. Uma árvore menor também facilita a identificação de alguns grupos-alvo para a realização de estudos adicionais. Se a redução na exatidão da predição para uma árvore muito menor for insignificante, você pode usar a árvore muito menor para avaliar as relações entre a resposta e as variáveis preditoras.
Além dos valores de critério para árvores alternativas, você também pode comparar a complexidade das árvores e a utilidade de nós diferentes. Considere os seguintes exemplos de razões pelas quais um analista escolhe uma determinada árvore que não sacrifica o desempenho quando comparada a outras árvores:
  • O analista escolhe uma árvore menor que proporciona uma visão mais clara das variáveis mais importantes.
  • A análise escolhe uma árvore porque as divisões estão em variáveis mais fáceis de serem medidas do que as variáveis em outra árvore.
  • O analista escolhe uma árvore porque um determinado nó terminal é de interesse.

Realize a análise

Clique em Selecionar uma árvore alternativa na saída. É aberta uma caixa de diálogo mostrando o gráfico dos critérios em relação ao número de nós terminais, um diagrama de árvore e uma tabela que sumariza a árvore ou o nó selecionado.

Compare os critérios

A caixa de diálogo oferece três maneiras de selecionar árvores alternativas:
  • Clique em um ponto no gráfico.
  • Clique nos botões de seta no canto inferior direito do gráfico para selecionar uma árvore maior ou menor do que a seleção atual.
  • Clique em um botão para selecionar uma árvore que seja uma escolha comum. As opções dependerão do critério para a árvore ótima, se é o erro mínimo quadrado ou o desvio absoluto mínimo. Os botões que se referem ao erro padrão não são aplicáveis no caso de a análise não usar validação, .
    Erro mínimo quadrado
    R-quadrado máx.
    Selecione a árvore com o maior valor de R2 no gráfico.
    R2 máx. 1-SE
    Selecione a menor árvore que tem um valor de R2 dentro de um erro padrão do maior valor de R2.
    R2 máx. 2-SE
    Selecione a menor árvore que tem um valor R2 dentro de 2 erros padrão do maior valor R2.
    Desvio absoluto mínimo
    DMA mín.
    Selecione a árvore com o menor valor de Desvio Absoluto Médio (MAD) no gráfico.
    DMA 1-EP
    Selecione a menor árvore que tem um valor de MAD dentro de um erro padrão do menor valor de MAD.
    DMA 2-EP
    Selecione a menor árvore que tem um valor de MAD dentro de dois erros padrão do menor valor de MAD.

Investigue a árvore e os nós

A árvore oferece as seguintes interações na barra de ferramentas:
  • Destaque para os 5 nós com a menor variação do valor ajustado para o nó. Esses nós são os nós ótimos.
  • Destaque para os 5 nós com as médias ou medianas mais altas, dependendo do critério para a árvore.
  • Destaque para os 5 nós com as médias ou medianas mais baixas, dependendo do critério para a árvore.
  • Alterne entre o Árvore Detalhada e o Árvore da subdivisão do nó. O Árvore da subdivisão do nó é útil quando você tem uma árvore grande e quer ver apenas quais variáveis dividem os nós.
  • Aplique o zoom na árvore para aumentar e diminuir.

Você pode selecionar nós individuais na árvore para ver detalhes sobre o nó na tabela. Os detalhes incluem a média se o critério for o R2 máximo, e a mediana se o critério for o menor desvio absoluto. Os detalhes também incluem o desvio padrão do nó e as regras para chegar ao nó. Clique Copiar regras para a área de transferência para que poder colar as regras em outro lugar.

Para selecionar novamente toda a árvore, clique em qualquer lugar no diagrama que não seja um nó individual.

Criação de uma nova árvore

Clique em Criar árvore para criar e armazenar resultados para uma árvore alternativa de sua escolha. As seleções de resultados e armazenamento são as mesmas da árvore original. Os gráficos e tabelas para a árvore alternativa estão em uma nova guia de saída. As colunas armazenadas estão na worksheet com os dados originais.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política