Exemplo de Gráfico de dispersão em caixas com a média de uma terceira variável

Uma equipe de pesquisa de um grande varejista de joias quer investigar a relação entre quilate, cor e preço de vários diamantes. Um gráfico de dispersão é difícil de interpretar porque o conjunto de dados é grande demais. Assim, a equipe decide criar um gráfico de dispersão em caixas para facilitar a interpretação do gráfico.

Observação

Normalmente, a cor de um diamante é representada por uma letra. Como todas as variáveis devem ser numéricas, os pesquisadores codificam a cor do diamante para uma escala numérica que varia de 0 a 6. Os pesquisadores dão aos diamantes incolores um número mais alto e dão aos diamantes amarelos claros um número mais baixo.

  1. Abra os dados amostrais, Diamantes.MTW.
  2. Selecione Gráfico > Gráfico de Dispersão em Caixas.
  3. Em Variável Y, digite Preço.
  4. Em Variável X, digite Quilate.
  5. Selecione Média de variável e insira Cor na caixa.
  6. Clique em OK.

Interprete os resultados

O Minitab agrupa os dados em caixas retangulares. O Minitab usa de azul escuro até vermelho escuro para as caixas com base na cor do diamante. Tons mais escuros de vermelho correspondem a valores mais elevados da variável de cor. Tons mais escuros de azul correspondem a valores mais baixos da variável de cor. A equipe de pesquisa quer determinar como o quilate e a cor afetam o preço. O preço do diamante aumenta conforme a aumentam os quilates. No entanto, ainda há uma grande variação nos preços dos diamantes com o mesmo número de quilates. A cor do diamante explica um pouco dessa variação. Para diamantes com o mesmo número de quilates, um número de cor mais alto corresponde a um preço mais alto.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política