Métodos em Resposta binária da análise para experimentos fatoriais

Selecione o método ou a fórmula de sua escolha.

Padrão de fator/covariável

Descreve um conjunto único de valores de fator/covariável em um conjunto de dados. O Minitab calcula probabilidades de evento, resíduos e outras medidas diagnósticas para cada padrão de fator/covariável.

Por exemplo, se um conjunto de dados inclui os fatores sexo e raça e a covariável idade, a combinação dessas preditoras pode conter tantos padrões de covariáveis diferentes quanto de indivíduos. Se um conjunto de dados só inclui os fatores raça e sexo, cada um codificado em dois níveis, só há quatro padrões de fator/covariáveis possíveis. Se você inserir seus dados como frequências, ou como sucessos, tentativas ou falhas, cada linha conterá um padrão de fator/covariável.

Matriz de experimento

Minitab usa a mesma abordagem para a matriz de experimento que é usada no modelo linear generalizado (GLM), que usa a regressão para ajustar o modelo especificado. Primeiro, o Minitab cria uma matriz de experimento a partir dos fatores e do modelo que você especificar. As colunas desta matriz, chamada X, representam os termos no modelo.

A matriz do experimento tem n linhas, onde n = número de observações e colunas que correspondem aos termos do modelo. As colunas dos termos possuem a seguinte ordem na matriz do experimento:
  1. Constante
  2. Covariáveis
  3. Blocos
  4. Fatores
  5. Interações
Esses tipos de termos possuem 1 coluna cada na matriz do experimento:
  • Constante
  • Covariável
  • Fator contínuo

Para blocos, o número de colunas é um menor que o número de blocos.

Fatores categóricos e interações em experimentos de 2 níveis

Em um experimento de 2 níveis, o termo para um fator categórico possui 1 coluna. Qualquer termos de interação também possuem 1 coluna.

Fatores categóricos em experimentos fatoriais gerais

Em um experimento fatorial geral, fatores categóricos podem ter múltiplas colunas. O número de colunas é 1 menor que o número de níveis. Suponha que A seja um fator com 4 níveis. Este possui então 3 graus de liberdade e seu bloco contém 3 colunas. Deixe estas colunas serem A1, A2, A3. Cada linha é codificada como uma das opções a seguir:
Nível de A A1 A2 A3
1 1 0 0
2 0 1 0
3 0 0 1
4 -1 -1 -1

Interações em experimentos fatoriais gerais

Para calcular as colunas para um termo de interação, multiplique as colunas correspondentes para os fatores na interação. Por exemplo, suponha que um fator tem 6 níveis, C tem 3 níveis, D tem 4 níveis. Então, o termo A * C * D tem 5 x 2 x 3 = 30 colunas. Para obter os níveis, multiplique cada coluna de A por cada de C, por cada de D.

Colunas de parcela integral em experimentos de parcelas subdivididas

Observação

O Minitab não analisa experimentos de parcelas subdivididas com uma resposta binária.

Para um experimento de parcela subdividida, o Minitab usa 2 versões da matriz de experimento. Uma versão é a mesma matriz usada para qualquer experimento fatorial de 2 níveis. A outra matriz inclui um bloco de colunas que representam parcelas integrais. O cálculo, por exemplo, do termo de erro da parcela integral usa essa segunda versão da matriz de experimento. As colunas para parcelas integrais seguem as colunas para fatores de difícil alteração e interações que envolvem apenas fatores de difícil alteração.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política