Exemplo de Correlação

Um engenheiro em uma fundição de alumínio avalia a relação entre o conteúdo de hidrogênio e a porosidade de fundições de liga de alumínio. O engenheiro coleta uma amostra aleatória de 14 fundições e mede as seguintes propriedades de cada uma: conteúdo de hidrogênio, porosidade e resistência.

O engenheiro usa a correlação de Pearson para analisar a força e a direção da relação linear entre cada par de variáveis.
  1. Abra os dados das amostras, PropriedadesDoAlumínio.MTW.
  2. Selecione Estat > Estatísticas Básicas > Correlação.
  3. Em Variáveis, insira Hidrogênio Porosidade Resistência.
  4. Clique em OK.

Interpretar os resultados

O coeficiente de correlação de Pearson entre o teor de hidrogênio e porosidade é 0,625 e representa uma relação positiva entre as variáveis. À medida que aumenta a hidrogênio, a porosidade também aumenta. O valor-p é 0,017, o que é inferior ao nível de significância de 0,05. O valor-p indica que a correlação é significativa.

O coeficiente de correlação de Pearson entre o teor de hidrogênio e a resistência é de -0,790 e o valor-p é 0,001. O valor-p é inferior ao nível de significância de 0,05, indicando que a correlação é significativa. À medida que o teor de hidrogênio aumenta, a resistência tende a diminuir. O coeficiente de correlação de Pearson entre a porosidade e a resistência é de -0,527 e o valor-p é 0,053. O valor-p está próximo ao nível de significância de 0,05, o que oferece evidências inconclusivas para a associação entre porosidade e resistência. Como a amostra tem apenas 14 observações, o engenheiro decide coletar mais dados para entender melhor a associação entre as variáveis.

Correlação: Hidrogênio; Porosidade; Resistência

Correlações Hidrogênio Porosidade Porosidade 0,625 0,017 Resistência -0,790 -0,527 0,001 0,053

Conteúdo da Célula: Correlação de Pearson Valor-p

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política