Definir o plano/tipo para Carta SOMAACUM

Estat > Cartas de Controle > Cartas Ponderadas pelo Tempo > CUSUM > Opções de CUSUM > Plano/Tipo

Tipo de CUSUM

Tabular
Selecione esta opção para gerar duas CUSUMs tabulares. Use a CUSUM superior para detectar mudanças para cima no nível do processo e a CUSUM inferior para detectar mudanças par baixo. Esta carta utiliza um UCL e um LCL para determinar quando um processo está fora de controle. Consulte Page1 and Prins et al. 2 para obter detalhes sobre uma discussão de CUSUMs tabulares.
  • Usar RIR: Select to use the FIR (fast initial response) method to initialize the tabular CUSUM.
    • Número de desvios padrão: Enter the number of standard deviations above and below the center line. Normally, tabular CUSUMs are initialized at 0, but if the process is out of control at startup, the CUSUMs will not detect the situation for several subgroups. The FIR method has been shown by Lucas3 to reduce the number of subgroups needed to detect problems at startup.
  • Redefinir após cada sinal: Selecione esta opção para redefinir as CUSUMs aos seus valores iniciais sempre que um sinal fora de controle for gerado. Quando um processo sair do controle, tente encontrar e eliminar a causa do problema. Depois de corrigir o problema, redefina as CUSUMs aos seus valores iniciais.
Máscara-V
Generate a single V-mask CUSUM that uses a V-mask to determine when a process is out of control. See Lucas3 and Vargas4 for a discussion of the V-mask chart.
  • Centralizar no subgrupo: Enter a subgroup number on which to center the V-mask. If you don't enter a value, then Minitab centers the V-mask on the last subgroup.

Plano de CUSUM

Selecione h e k nas tabelas ARL (Duração Média do Ensaio). Consulte Lucas5 e Lucas et al.6

h
Insira um valor que seja maior do que 0 para h. Para CUSUMs tabulares, h é o número de desvios padrão entre a linha central e os limites de controle. Para CUSUMs de máscara V, o Minitab calcula a metade da largura da máscara V (H) no ponto de originação por H = h * s.
k
Insira um valor que seja maior do que 0 para k. Para CUSUMs tabulares, k é a folga admissível no processo. Para CUSUMs de máscara V, k é a inclinação dos braços da máscara V.

Criar limites de controle retos

Quando os tamanhos dos subgrupos são diferentes, os limites de controle ou máscaras-V não são uniformes, mas você pode forçá-los a ser uniformes. As cartas de controle a seguir apresentam os mesmos dados.

Usando os tamanhos reais dos subgrupos

Por padrão, o Minitab calcula os limites de controle ou máscara-V utilizando os tamanhos reais de subgrupos.

Esta carta CUSUM tabular usa os tamanhos de subgrupo reais, de modo que os limites de controle não são uniformes.
Esta carta CUSUM com máscara-V usa os tamanhos de subgrupo reais, de modo que a máscara-V é uniforme.
Assumindo que todos os subgrupos têm tamanho

Sob Quando os tamanhos dos subgrupos forem desiguais, calcule os limites de controle/a máscara V, selecione Assumindo que todos os subgrupos têm tamanho e insira um tamanho de subgrupo. Esta opção é especialmente útil quando todos os subgrupos deveriam ser do mesmo tamanho, mas alguns subgrupos são de tamanho diferente. Por exemplo, alguns subgrupos são menores por causa de medições faltantes. Nesse caso, defina o tamanho do subgrupo para o tamanho pretendido.

Esta carta CUSUM tabular usa um tamanho de subgrupo especificado, de forma que os limites de controle são uniformes.
Esta carta CUSUM com máscara-V usa um tamanho de subgrupo especificado, de forma que a máscara-V é uniforme.
1 E.S. Page (1961). "Cumulative Sum Charts," Technometrics , 3, 1−9.
2 J. Prins and D. Mader (1997−98). "Multivariate Control Charts for Grouped and Individual Observations," Quality Engineering , 10, 49−57.
3 J.M. Lucas (1976). "The Design and Use of V-Mask Control Schemes," Journal of Quality Technology , 8, 1−12.
4 Vargas N., J. A. (2003). "Robust Estimation in Multivariate Control Charts for Individual Observations," Journal of Quality Technology , 35, 367−376.
5 J.M. Lucas (1976). "The Design and Use of V-Mask Control Schemes," Journal of Quality Technology , 8, 1−12.
6 J.M. Lucas and R.B. Crosier (1982). "Fast Initial Response for CUSUM Quality-Control Schemes: Give Your CUSUM a Head Start," Technometrics, 24, 199−205.
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política