Interpretar os principais resultados para Análise de tendências

Conclua as etapas a seguir para interpretar uma análise de tendência. Os principais resultados incluem a equação de tendência ajustada, as medidas de precisão e as precisões.

Etapa 1: Determine se o modelo ajusta seus dados

Examine o gráfico de análise de tendência para determinar se seu modelo ajusta seus dados. Se os ajustes seguirem de perto os dados reais, o modelo ajusta seus dados. De maneira ideal, os pontos de dados devem cair aleatoriamente em torno da linha ajustada.
  • Se o modelo ajustar os dados, você pode realizar Suavização de exponencial dupla e comparar os dois modelos.
  • Se o modelo não ajustar os dados, execute a análise novamente e selecione um tipo diferente de modelo. Se você ajustar um modelo linear e vir curvatura nos dados, selecione o modelo quadrático, exponencial ou de curva S. Se nenhum dos modelos ajustar seus dados, utilize uma análise de séries temporais diferente. Para obter mais informações, acesse Quais análises de séries temporais devo usar?.

Neste gráfico de análise de tendências, os ajustes seguem os dados de perto, o que indica que o modelo ajusta os dados.

Etapa 2: Compare o ajuste de seu modelo com outros modelos

Use as medidas de precisão (MAPE, DAM, e DMQ) para comparar o ajuste de seu modelo com outros modelos de séries temporais. Essas estatísticas não são muito informativas por si mesmas, mas você pode usá-las para comparar os ajustes obtidos usando-se diferentes métodos. Para todas as três medições estatísticas, valores menores normalmente indicam um modelo de ajuste melhor. Se um único modelo não tem os valores mais baixos para todas as 3 estatísticas, em geral, o MAPE é a medida preferida.
Observação

As medidas de precisão fornecem uma indicação da precisão que pode ser esperada quando se prevê um período a partir do final dos dados. Portanto, eles não indicam a precisão da previsão de mais do que um período. Se você estiver usando o modelo de previsão, não deve basear sua decisão apenas nas medidas de precisão. Também deve examinar o ajuste do modelo para garantir que as previsões e o modelo seguem os dados de perto, especialmente no final da série.

Modelo 1

Medidas de precisão MAPE 8.1976 DAM 3.6215 DMQ 22.3936

Modelo 2

Medidas de precisão MAPE 6.9551 DAM 2.7506 DMQ 11.2702
Principais resultados: MAPE, DAM, DMQ

Nestes resultados, todos os três números são mais baixos para o 2o modelo comparado com o 1o modelo. Portanto, o 2o modelo fornece o melhor ajuste.

Etapa 3: Determine se as previsões são precisas

Examine o fim do gráfico de análise de tendências e as previsões para determinar se as previsões tendem a serem precisas. Os ajustes devem seguir os dados de perto, especialmente no final da série. Se os ajustes começarem a se afastar dos dados no final da série, é possível que a tendência subjacente esteja mudando. Se a tendência estiver mudando, o modelo pode não gerar previsões precisas. Neste caso, colete mais dados para determinar se a tendência ao longo de um longo período de tempo é menos consistente.

Mesmo se suas previsões pareçam precisas, tenha cautela quanto às previsões que correspondem a mais de 3 períodos no futuro. Tendências observadas em um pequeno escopo de dados poderiam ser parte de um ciclo maior e não podem persistir no futuro. Como as tendências podem ser voláteis, em geral, você deve prever apenas 2 ou 3 períodos no futuro.

Neste gráfico de análise de tendência, os ajuste acompanham de perto os dados, especialmente no final da série. É possível concluir que as previsões para os próximos três meses são precisas.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política