O que são variáveis categóricas, discretas e contínuas?

Variáveis quantitativas podem ser classificadas como discretas ou contínuas.

Variável categórica
As variáveis categóricas contêm um número finito de categorias ou grupos distintos. Os dados categóricos podem não ter uma ordem lógica. Por exemplo, os preditores categóricos incluem gênero, tipo de material e método de pagamento.
Variável discreta
Variáveis discretas são variáveis numéricas que têm um número contável de valores entre quaisquer dois valores. Uma variável discreta é sempre numérica. Por exemplo, o número de reclamações de clientes ou o número de falhas ou defeitos.
Variável contínua
Variáveis contínuas são variáveis numéricas que têm um número infinito de valores entre dois valores quaisquer. Uma variável contínua pode ser numérica ou de data/hora. Por exemplo, o comprimento de uma peça ou a data e hora em que um pagamento é recebido.

Se você tem uma variável discreta e você deseja incluí-la em um modelo de regressão ou ANOVA, você pode decidir se deve tratá-la como um preditor contínuo (covariável) ou preditor categórico (fator). Se a variável discreta tem muitos níveis, então pode ser melhor tratá-la como uma variável contínua. Tratar um preditor como uma variável contínua implica que uma função linear ou polinomial simples pode descrever adequadamente a relação entre a resposta e o preditor. Quando você trata um preditor como uma variável categórica, um valor de resposta distinto é ajustado a cada nível da variável, independentemente da ordem dos níveis preditores. Use essas informações, além do objetivo de sua análise, para decidir o que é melhor para sua situação.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política