Determinar o agrupamento final dos agrupamentos

O agrupamento final dos agrupamentos (também chamado de partição final) é o agrupamento dos agrupamentos que irá, confiantemente, identificar grupos cujas observações ou variáveis partilham características comuns. A decisão sobre o agrupamento final também é chamada corte do dendrograma. O dendrograma completo (diagrama da árvore) é uma representação gráfica da amalgamação das observações ou variáveis em um agrupamento. O corte do dendrograma é parecido com o desenho de uma linha por todo o dendrograma para especificar o agrupamento final. Os passos a seguir podem ajudá-lo a determinar a cortar o dendrograma.

  1. Realizar uma ana´lise de agrupamento usando a configuração padrão (1 agrupamento na partição final). O Minitab exibe os resultados para todos os números possíveis de agrupamentos.
  2. Examine a similaridade e os níveis de distância nos resultados na janela Sessão e no dendograma. Você pode exibir os níveis de similaridade colocando o ponteiro do seu mouse sobre uma linha horizontal no dendrograma. O nível de similaridade em qualquer passo é a porcentagem da distância mínima naquele passo, relativa à distância máxima de interobservação nos dados.
  3. Escolha onde deseja fazer a partição final. O padrão de como a similaridade e os valores de distância mudam de etapa a etapa pode ajudar a escolher o agrupamento final. A etapa onde os valores mudam subitamente pode identificar um bom ponto para cortar o dendograma se isso fizer sentido para os dados.
  4. Realize o procedimento de agrupamento novamente usando Número de agrupamentos ou Nível de similaridade para obter um número definido de grupos ou um nível de similaridade para cortar o dendrograma.
  5. Examine os agrupamentos resultantes na partição final para determinar se o agrupamento parece lógico. Examinar os agrupamentos finais no dendograma também pode ajudar a decidir qual é o mais lógico para os dados.
Observação

Para alguns conjuntos de dados, os métodos média, centróide, mediana e Ward podem não gerar um dendograma hierárquico. Ou seja, as distâncias de amalgamação nem sempre aumentam com cada etapa. No dendograma, essa etapa geraria uma junção para baixo no lugar de para cima.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política