Métodos e fórmulas para Média de teste - média de referência para Teste de equivalência com dados pareados

Os métodos e fórmulas a seguir são utilizados para testar a diferença entre a média de teste e a média de referência.

Diferença (D)

Notação

TermoDescrição
DDiferença
Média do teste
Média de referência

SE da diferença

O Minitab utiliza a seguinte fórmula para calcular o erro padrão (SE) da diferença:
em que S é o desvio padrão das diferenças, como definido abaixo.

Notação

TermoDescrição
SEErro padrão da diferença
SDesvio padrão das diferenças
nNúmero dos pares de observações
diDiferenças pareadas (X i - Yi), i = 1, ..., n
Média das diferenças pareadas

Limites de equivalência

Permita que k1 seja o valor especificado para limite inferior e k2 seja o valor especificado para limite superior. Por padrão, o limite de equivalência inferior, δ1, é dado por:

e o limite de equivalência superior, δ2, é dado por:

Graus de liberdade (DF)

Notação

TermoDescrição
vGraus de liberdade
nNúmero dos pares de observações

Intervalo de confiança

100(1-α)% do IC

Por padrão, o Minitab usa a seguinte fórmula para calcular o intervalo de confiança (IC) de 100(1 – α)% para equivalência:

IC = [min(C, Dl), max(C, Du)]

em que:

100(1-2α)% de IC

Se você selecionar a opção para usar o 100(1 - 2α)% de IC, o IC é dado pela seguinte fórmula:

IC = [Dl, Du]

Intervalos unilaterais

Para uma hipótese de Média de teste > média de referência ou Média de teste - média de referência > limite inferior, o limite inferior de 100(1 – α)% é igual a DL.

Para uma hipótese de Média de teste < média de referência ou Média de teste - média de referência < limite superior, o limite superior de 100(1 – α)% é igual a DU.

Notação

TermoDescrição
DA diferença entre a média de teste e a média de referência
SEErro padrão
δ1Limite de equivalência inferior
δ2Limite de equivalência superior
vGraus de liberdade
αO nível de significância para o teste (alfa)
t1-α, vO valor crítico 1 - α superior para uma distribuição de t com v graus de liberdade

Valores T

Permita que t 1 seja o valor de t para a hipótese, , e permita que t 2 seja o valor de t para a hipótese, , em que é a diferença entre a média da população de teste e a média da população de referência. Por padrão, os valores de t são calculados da seguinte forma:

Para a hipótese de Média de teste > média de referência, δ1= 0.

Para a hipótese de Média de teste < média de referência, δ2= 0.

Notação

TermoDescrição
DA diferença entre a média de teste da amostra e a média de referência da amostras
SEErro padrão da diferença
δ1Limite de equivalência inferior
δ2Limite de equivalência superior

Valores de p

A probabilidade, PH0, para cada hipótese nula (H0) é dada pelo seguinte:
H0 Valor de P

Notação

TermoDescrição
Diferença desconhecida entre a média da população de teste e a média da população de referência
δ1Limite de equivalência inferior
δ2Limite de equivalência superior
vGraus de liberdade
Tdistribuição de t com v graus de liberdade
t1valor de t para a hipótese
t2valor de t para a hipótese
Observação

Para obter informações sobre como os valores de t são calculados, consulte a seção sobre valores de t.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política