Exemplo de Teste para 1 variância

O gerente de uma serralheria quer avaliar o desempenho de uma serralheria que corta vigas que devem ter 100 cm de comprimento. O gerente obtém uma amostra de 50 vigas da serraria e mede seus comprimentos.

O gestor realiza um teste de uma variância para determinar se o desvio-padrão da serra é diferente de 1.

  1. Abra os dados amostrais, ComprimentoDoFeixe.MTW.
  2. Selecione Estat > Estatísticas Básicas > Teste para 1 Variância.
  3. Na lista suspensa, selecione Uma ou mais amostras, cada uma em uma coluna e insira Comprimento.
  4. Selecione Realizar teste de hipóteses e insira 1 em Valor.
  5. Clique em OK.

Interpretar os resultados

Como uma análise anterior mostrou que os dados não parecem ser provenientes de uma distribuição normal, o gerente usa o intervalo de confiança para o método de Bonett. O intervalo de confiança de 95% mostra que uma amplitude provável para o desvio padrão da população do comprimento de todas as vigas é 0,704 cm e 1,121 cm. Uma amplitude provável para a variância da população é 0,496 cm e 1,257 cm. Como o valor de p é maior que 0,05, o gerente não pode concluir que o desvio padrão da população é diferente de 1.

Teste e IC para Uma Variância: Comprimento

Método σ: desvio Padrão de Comprimento O método Bonett é válido para todas as distribuições contínuas. O método qui-quadrado é válido somente para a distribuição normal.
Estatísticas Descritivas 95% CI para 95% CI para σ usando σ usando N DesvPad Variância Bonett qui-quadrado 50 0,871 0,759 (0,704; 1,121) (0,728; 1,085)
Teste Hipótese nula H₀: σ = 1 Hipótese alternativa H₁: σ ≠ 1
Estatística Método de teste GL Valor-p Bonett — — 0,275 Qui-Quadrado 37,17 49 0,215
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política