Interpretar os principais resultados para Estudo de linearidade e vício de medição

Conclua as etapas a seguir para interpretar uma linearidade de medição e estudo de vício. A saída principal inclui o gráfico de vício contra valor de referência, métricas de linearidade e métricas de vício.

Passo 1: Examinar a linha de regressão ajustada para avaliar a linearidade

A linearidade avalia a diferença no vício médio ao longo da amplitude operacional esperada do sistema de medição.

Use o gráfico do valor Vício versus Referência para ver como os valores de vício variam para cada peça. Para cada valor de referência, os círculos azuis representam os valores de vício, e os quadrados vermelhos representam o valor de vício médio.

Vício é a diferença entre o valor de referência da peça e as medições do operador da peça. Os valores médios de vício também estão listados na tabela de Vício de Medição em Vício.

Uma linha é ajustada através dos valores de vício, usando regressão de mínimos quadrados ordinária. Você deseja que os dados formem uma linha horizontal, o que indica que o vício não muda entre o tamanho das peças, e que o sistema de medição não contém vício significativo. Quando a linha horizontal está próxima de 0, a diferença entre a medição média observada e o valor de referência é muito pequena, o que também indica que o sistema não contém vício significativo

O vício é muito pequeno em todas as peças

Este é o caso ideal, a linha é horizontal e está perto de 0. O vício é muito pequeno para cada peça, e a linha horizontal que indica que a linearidade não é um problema.

A linearidade não parece ser um problema

A linha representada graficamente está próxima da horizontal, o que indica que o vício médio é relativamente constante e não depende do valor de referência. Neste exemplo, as medições de todas as peças menores são mais elevadas do que os as medições da peça de referência correspondente.

A linearidade parece ser um problema

A linha representada graficamente é inclinada. Neste exemplo, as medições para as peças menores são mais elevadas do que os seus valores para a peça de referência correspondente. As medições para peças maiores tendem a ser mais baixas do que os seus valores peça de referência correspondentes.

Passo 2: Determinar se a linearidade da medição é estatisticamente significativa

Em geral, quanto mais próxima a inclinação da linha ajustada estiver de zero, melhor a linearidade da medição. De maneira ideal, a linha ajustada será horizontal e estará próxima de 0.

Utilizar um valor de p para a inclinação da linha ajustada (inclinação da linearidade de medição) para determinar se a linearidade é estatisticamente significativa.
  • Se o valor-p for maior que 0,05, é possível concluir que linearidade não está presente e você pode avaliar o vício. Use o valor de p para o vício médio para avaliar se o vício médio é significativamente diferente de 0.
  • Se o valor de p for menor ou igual a 0,05, é possível concluir que a linearidade é um problema. Você pode avaliar o vício em cada valor individual de referência, mas não o vício global. Você não pode avaliar o vício global quando houver linearidade significativa porque os vícios em diferentes valores de referência são diferentes. Em outras palavras, quando a linearidade é estatisticamente significativa, interprete os valores de p do vício apenas para os níveis de referência individuais.
Resultados principais: P da linearidade de medição

Nestes resultados, o valor de p para a inclinação é de 0,000, o que indica que a inclinação é significativa e que a linearidade está presente no sistema de medição. Como a linearidade é estatisticamente significativa, devem ser usados os valores de vício individuais e não o valor médio de vício global.

Passo 3: Determinar se o vício da medição é estatisticamente significativo

Vício é a diferença entre o valor de referência da peça e as medições do operador da peça. Examine o %Bias para cada valor de referência e o %Bias médio. O valor do %Bias médio é o vício expresso como uma porcentagem da variabilidade do processo.

De maneira ideal, o valor do vício está próximo de 0. Os valores diferente de 0 indicam o seguinte:
  • Um vício positivo indica que o medidor mede alto.
  • Um vício positivo indica que o medidor mede baixo

Para um medidor que mede com precisão, o %Bias também é pequeno.

Use os valores de p usados para testar se vício = 0 em cada valor de referência, e para o vício médio.

Principais resultados: %Bias, P do vício de medição

Nestes resultados, os valores de %Bias variam de 0,2 a 3,7, e os seus valores de p variam de 0,000 a 0,688. Como há linearidade presente, interprete os valores p do vício somente para os níveis de referência individuais, e não use o valor de vício médio global. Os valores de referência 2, 8 e 10 têm vício, enquanto os valores de referência 6 e 8 não parecem ter um vício em suas medições.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política