Métodos e fórmulas para a tabela de medição R&R em Estudo de medição R&R cruzado

Selecione o método ou a fórmula de sua escolha.

VarComp para o método ANOVA

Componente de variância contribuída por cada origem.

Quando a interação do operador*peça estiver incluída no modelo ANOVA, os componentes de variância são calculados como a seguir:

Repetibilidade

Repetibilidade = MSRepetibilidade

Operador

TermoDescrição
anúmero de peças
nnúmero de réplicas
Operador*Peça

TermoDescrição
nnúmero de réplicas
Peça a peça

TermoDescrição
bnúmero de operadores
nnúmero de réplicas
Reprodutibilidade
Reprodutibilidade = VarCompOperador +VarCompOperador*Peça
Total de R&R da medição
Medição R&R Total = VarCompRepetibilidade + VarCompReprodutibilidade
Variação Total
Variação Total = VarComp Medição R&R Total + VarCompPeça a peça

Quando a interação do Operador*Peça não está incluída no modelo ANOVA, os componentes de variância são calculados como a seguir:

Repetibilidade

Repetibilidade = MSRepetibilidade

Operador

TermoDescrição
anúmero de peças
nnúmero de réplicas
Peça a peça

TermoDescrição
bnúmero de operadores
nnúmero de réplicas
Reprodutibilidade
Reprodutibilidade = VarCompOperador
Total de R&R da medição
Medição R&R Total = VarCompRepetibilidade + VarCompReprodutibilidade
Variação Total
Variação Total = VarComp Medição R&R Total + VarCompPeça a peça

Se um componente de variância for negativo, a medição R&R irá relatá-lo como zero.

Variância para os métodos Xbarra e R

Variância contribuída por cada origem.

Repetibilidade
Variação do equipamento, o desvio padrão é calculado como:

TermoDescrição
anúmero de partes
knúmero de operadores
Rijintervalo de medições por operador j por peça i
d2d2 = d2* do Apêndice C 1. Quando procurar por este valor, use g = (nº de partes) * (nº de operadores) e m = (nº de réplicas).
Reprodutibilidade

Variação do operador, o desvio padrão é calculado como:

TermoDescrição
a medição da média para o operador i
anúmero de partes
rnúmero de ensaios
d2d2 = d2* do Apêndice C1. Quando procurar por este valor, use g = 1 e m = (nº de operadores).
Parte a parte

O desvio padrão é calculado como:

TermoDescrição
Rpintervalo dos valores médios de peça
d2d2 = d2* do Apêndice C1. Quando procurar por este valor, use g = 1 e m = (nº de parte).
Total de R&R da medição

O desvio padrão é calculado como:

Variação Total

O desvio padrão é calculado como:

%Contribution

% de contribuição é o percentual de variação global de cada componente de variância. É calculado como o componente de variância para cada fonte dividida pela variação total, e então multiplicado por 100 para se expressar como uma porcentagem. %Contribution é calculado pela divisão de cada componente de variância pela variação total e multiplicando por 100. As porcentagens nesta coluna são adicionadas a 100.

StdDev

StdDev (SD) é o desvio padrão para cada fonte de variação. O desvio padrão é igual à raiz quadrada do componente de variância para essa fonte.

Quando você especifica o uso do desvio padrão histórico para estimar a variação do processo, o Minitab faz o seguinte:
  • Se em seguida, o desvio padrão total é σ e .
  • Caso contrário, o Minitab usa os dados para estimar o desvio padrão total e .
TermoDescrição
desvio padrão histórico
o desvio padrão da medição total calculado a partir dos dados
desvio padrão peça a peça

Variação do Estudo

A variação estudo é calculada como o desvio padrão para cada fonte de variação multiplicada por 6 ou o multiplicador que você especificar em Variação do estudo.

Normalmente, a variação do processo é definida como 6s, onde s é o desvio padrão como uma estimativa do desvio padrão da população (denotada por σ ou Sigma). Quando os dados são distribuídos normalmente, cerca de 99,73% dos dados caem dentro de 6 desvios padrão da média. Para definir um percentual diferente de dados, use outro multiplicador de desvio padrão. Por exemplo, se você quer saber, onde 99% dos dados caem, você usa um multiplicador de 5,15, em vez do multiplicador padrão de 6.

%Study Var e IC

A variação de %study é calculada como a variação de estudo para cada fonte de variação, dividida pela variação total e multiplicada por 100.

%Study Var é a raiz quadrada do componente de variância calculado (VarComp) para aquela fonte. Portanto, os valores de %Contribution de VarComp somam 100, mas os valores de %Study Var não.

Intervalo de confiança

Se L e U forem os limites inferior e superior de um componente de variância, o intervalo de confiança para a porcentagem correspondente de variação estudo é:

%Tolerance e IC

%Tolerance é a porcentagem de tolerância para cada um dos componentes.

Se a tolerância (especificação superior - especificação inferior) é dada, a o %Tolerance é calculado dividindo-se o Study Var de cada componente pela tolerância especificada.

Se apenas um limite de especificação é dado, a tolerância percentual é a metade de Study Var para cada componente dividido pela tolerância unilateral. A tolerância unilateral é o valor absoluto do limite de especificação dado subtraído da média de todas as medições.

O Minitab exibe este valor somente quando você insere um processo de tolerância (especificação superior - Lower especificação) ou um limite de especificação na subcaixa de diálogo Opções.

Intervalo de confiança

Se L e U forem os limites inferior e superior de um componente de variância, o intervalo de confiança para a porcentagem correspondente de tolerância é:

TermoDescrição
kk é a constante de estudo e o valor padrão é 6

%Process e IC

%Process é a porcentagem de variação do processo calculada pela razão de desvio padrão estimada para o desvio padrão histórico.

O Minitab exibe este valor somente quando você entra em um desvio padrão histórico na subcaixa de diálogo Opções.

Intervalo de confiança

Se L e U forem os limites inferior e superior de um componente de variância, o intervalo de confiança para a variação de processo correspondente é:

TermoDescrição
kk é a constante de estudo e o valor padrão é 6
1 Automotive Industry Action Group (AIAG) (2010). Manual de Referência de Análise de Sistemas de Medição, 4ª edição. Força Tarefa de Requisitos da Qualidade de Fornecedores da Chrysler, Ford e General Motors.
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política