O que é um subgrupo?

Um subgrupo é um grupo de unidades que são criadas sob o mesmo conjunto de condições. Subgrupos (ou subgrupos racionais) representam uma "fotografia" do processo. Portanto, as medições dentro de um subgrupo devem ser feitas próximas no tempo, mas ainda independente umas das outras.

Por exemplo, uma máquina de corte produz 100 peças plásticas por hora. O engenheiro de qualidade mede cinco peças selecionadas aleatoriamente a cada hora. Cada amostra de cinco peças é um subgrupo.

Quantos subgrupos eu devo ter?

Escolha os subgrupos para que as diferenças entre as medições no mesmo subgrupo sejam pequenas e de forma que você possa detectar diferenças entre subgrupos. Para estudos iniciais do processo, subgrupos de 4 ou 5 unidades que são coletados a cada hora mais ou menos são comuns. Conforme o processo demonstra estabilidade (ou conforme as melhorias são feitas), você pode reduzir o tamanho e a frequência do subgrupo.

Colete os subgrupos para uma duração que é longa o bastante para assegurar que as principais fontes de variação têm a chance de ocorrer. Normalmente, 100 observações ou mais (por exemplo 25 subgrupos com 4 observações cada uma) é o suficiente.

Normalmente, a indústria prefere amostras pequenas e frequentes, para sinalizar uma mudança no processo, antes que um produto muito defeituoso seja fabricado.

Subgrupos maiores são melhores?

Um grande número total de observações é claramente vantajoso porque você pode aprender mais sobre o desempenho do processo. Contudo, um tamanho de subgrupo grande não é necessariamente melhor. Você precisa considerar o período no qual esses números grandes de observações são obtidos. Por exemplo, se você escolher o tamanho de subgrupo como todas as medições feitas em um dia, quaisquer alterações dentro de um dia podem se manter na média e permanecer não detectadas. O tamanho de cada subgrupo deve representar informações sobre a variação inerente ao processo (também chamada de variação de causa comum). Se você souber que poucas mudanças ocorrem dentro de um determinado intervalo de tempo, colete os dados do subgrupo durante esse período.

Quando os subgrupos são inviáveis ou não desejáveis?

Ao coletar amostras para aprender sobre um processo, normalmente, é melhor combinar as amostras em subgrupos.

Quando o agrupamento não é adequado, um tamanho de subgrupo igual a um fornece um método para avaliar o processo. As amostras que não podem, logicamente, ser agrupadas são boas candidatas para cartas para dados individuais (I) e de amplitude móvel (AM).

A seguir estão exemplos de condições que tornam o uso de subgrupos inviável ou indesejável:
  • Cada amostra é exclusivamente identificada com um período de tempo específico.
  • Cada amostra representa um lote distinto.
  • Existem longos intervalos de tempo entre cada uma das amostras.
  • A amostragem ou o teste são destrutivos e/ou caros.
  • A saída é contínua e homogênea.
  • Existe um longo tempo de ciclo para produção.
  • As medições que você gostaria de combinar em um subgrupo não estão necessariamente relacionadas no tempo (por exemplo, dados de negócios como tempo para concluir um contrato ou tempo para responder a uma pergunta).
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política