Usando cartas de controle para detectar variação de causa comum e variação de causa especial

As cartas de controle são usadas para monitorar dois tipos de variação do processo, variação de causa comum e variação de causa especial.

O que são causas comuns e causas especiais de variação?

Algum grau de variação ocorrerá naturalmente em qualquer processo. A variação de causa comum é a variação natural ou esperada em um processo. A variação de causa especial é a variação inesperada que resulta de acontecimentos pouco comuns. É importante identificar e tentar eliminar as variações de causa especial . Os pontos fora de controle e padrões não aleatórios em uma carta de controle indicam a presença de variação de causa especial.

Exemplos de causa comum e causa especial de variação

Processo Causa comum de variação Causa especial de variação
Assando pães O termostato do forno permite que a temperatura suba e desça ligeiramente. Alterar a temperatura do forno ou abrir a porta do forno durante o processo de assar pode fazer com a temperatura flutue sem necessidade.
Registrando informações de contato do cliente Um operador experiente comete um erro ocasional. Um operador não treinado, novo no trabalho comete inúmeros erros de entrada de dados.
Moldagem por injeção de brinquedos de plástico Ligeiras variações no plástico de um fornecedor resultam em pequenas variações na resistência do produto de lote para lote. Mudar para um fornecedor de plástico menos confiável leva a uma mudança imediata na resistência e na consistência do seu produto final.

Como a causa especial de variação se apresenta em uma carta de controle

Um processo é estável se não contiver nenhuma variação de causa especial; somente variações de causa comum estão presentes. As cartas de controle e gráficos de ensaios fornecem boas ilustrações de estabilidade ou instabilidade do processo. Um processo deve ser estável antes de sua capacidade ser avaliada ou melhorias serem iniciadas.

Este processo é estável porque os dados parecem estar distribuídos aleatoriamente e não violam nenhum dos 8 testes da carta de controle.

Este processo não está estável; diversos dos testes da carta de controle foram violados.

Usando brainstorming para investigar uma causa especial de variação

Um bom ponto de partida na investigação variações de causa especial é reunir vários especialistas em processos. Usando a carta de controle, incentive os operadores do processo, os engenheiros de processo e os testadores de qualidade a discutir por que amostras específica estavam fora de controle. Dependendo do seu processo, talvez você também queira incluir os fornecedores nesta reunião.

Durante a sessão de brainstorm, você deve responder às seguintes perguntas:
  • Quais amostras estavam fora de controle?
  • Em quais testes para causas especiais as amostras foram reprovadas?
  • O que significa cada teste reprovado?
  • Quais são todas as possíveis razões para o teste reprovado?

Um método comum para brainstorming é para fazer perguntas sobre por que uma determinada falha ocorreu para determinar a causa raiz (o método dos 5 porquês). Você também pode usar um diagrama de causa e efeito (também chamado diagrama espinha de peixe).

Não corrija excessivamente seu processo para causa comum de variação

Apesar de ser importante evitar a causa especial de variação, tentar eliminar a causa comum de variação pode tornar os problemas piores. Considere um processo de cozimento de pães. Ligeiras mudanças na temperatura que são causados pelo termostato do forno fazem parte da variação de causa comum natural do processo. Se você tentar reduzir esta variação natural do processo alterando manualmente o ajuste da temperatura para cima e para baixo, você irá provavelmente aumentar a variabilidade em vez de reduzi-la. Isso é chamado de supercorreção.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política