Interpretar os principais resultados para um Carta T²

Conclua as etapas a seguir para interpretar uma carta T2. Os principais resultados incluem a carta T2 e os resultados de teste.

Etapa 1: Determinar se o local do processo está sob controle

A carta T2 representa graficamente o T2 para cada subgrupo a fim de avaliar se os locais de processos de várias variáveis relacionadas estão simultaneamente sob controle. A linha central é a mediana da distribuição teórica da estatística de T2. O limite de controle superior é baseado no número de amostras, o tamanho de cada amostras e o número de variáveis.

Os pontos vermelhos indicam subgrupos que estão acima do limite de controle superior e não estão sob controle. Uma desvantagem das cartas multivariadas é que a escala não está relacionada à escala de nenhuma das variáveis, e sinais fora de controle não revelam qual variável (ou combinação de variáveis) causaram o sinal.

Nestes resultados, três pontos estão fora de controle. Os subgrupos 2, 18 e 19 estão acima do limite de controle superior, o que indica que as causas especiais podem, atualmente, afetar o processo. Quando você mantém o ponteiro sobre um ponto vermelho, pode obter mais informações sobre o subgrupo.

Etapa 2: Identificar quais pontos falharam no teste

Investigue todos os subgrupos que estão acima do limite de controle superior. A saída da janela Session mostra quais pontos estão acima do limite de controle superior, como mostrado aqui.

Resultados do Teste para a Carta T² de Estadia; Satisfação Ponto Variável Valor-P Maior que LSC 2 Estadia 0,0030 Satisfação 0,0067 18 Estadia 0,0010 Satisfação 0,0002 19 Satisfação 0,0000 * AVISO * Se o gráfico for atualizado com novos dados, os resultados acima podem não estar mais corretos.
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política