Exemplo de ampliação um experimento de superfície de resposta D-ótimo

No Exemplo de seleção de um experimento de superfície de resposta D-ótimo, um cientista de materiais seleciona um subconjunto de 20 pontos de experimento a partir de um conjunto candidato de 30 pontos.

Depois que o cientista coleta os dados para os 20 pontos de experimento selecionados, o cientista decide que eles têm recursos para executar cinco pontos de experimento adicionais. Como o cientista já coletou os dados para o experimento original, ele precisa proteger esses pontos no experimento ampliado, de modo que eles não possam ser excluídos durante o processo de ampliação/otimização. Para proteger esses pontos, use indicadores negativos para os pontos de experimento que já foram selecionados para o primeiro experimento ótimo.

O cientista decide executar 5 pontos de experimento adicionais. Como o cientista já coletou os dados para o experimento original, esses pontos não podem ser excluídos durante o processo de ampliação/otimização. Para proteger 20 pontos de experimento originais, o cientista usa indicadores negativos para os pontos de experimento que já foram selecionados para o primeiro experimento ótimo. Consulte a etapa 2 para obter detalhes sobre como criar uma coluna de indicadores.

  1. Abra os dados das amostras, CrescimentoDoCristal_experimento_ótimo.MTW. C1-C8 contêm o experimento. C9 contém os indicadores do ponto de experimento óptimo: 1 = os pontos estão no experimento ótimo, 0 = os pontos não estão incluídos no experimento ótimo.
    C1 C2 C3 C4 C5 C6 C7 C8 C9
    OrdemPad OrdemEns TipoPt Blocos A B C D PontoOp
    12 1 1 1 8,25 55 0,75 6,5 1
    11 2 1 1 6,75 55 0,75 6,5 0
  2. Para proteger os 20 pontos do experimento original, crie uma coluna de indicador, usando -1 e 0 como indicadores.
    1. Selecione Calc > Calculadora.
    2. Em Armazenar resultado na variável, digite Manter ensaios com −1.
    3. Em Expressão, insira −1 * 'PontoOp'.
    4. Clique em OK.
    C10 contém a coluna indicadora a ser usada para ampliar o experimento: -1 = os pontos a serem mantidos no experimento ótimo, 0 = pontos anteriormente excluídos que podem ser adicionados ao experimento ótimo.
    C9 C10
    PontoOp Manter ensaios com −1
    1 −1
    0 0
  3. Selecione Estat > DOE (Planejamento de Experimento) > Superfície de Resposta > Seleção de Experimento Ótimo.
  4. Em Tarefa, selecione Ampliar/melhorar experimento, em seguida, digite 'Manter ensaios com −1' na caixa. Manter ensaios com −1 é a coluna indicadora que foi criada na etapa 2.
  5. Em Número de pontos no experimento ótimo, insira 25.
  6. Clique em Termos.
  7. Clique em OK em cada caixa de diálogo.

Interpretar os resultados

A saída da janela Session contém vários componentes, como segue:
Resumo do experimento D-ótimo
Este experimento é um subconjunto de 25 pontos de um conjunto candidato de 30 ensaios experimentais que mantém os 20 ensaios experimentais do experimento ótimo original.
Termos do modelo
Os experimentos D-ótimos dependem do modelo especificado. Nestes resultados, os termos incluem os termos quadráticos completos que são padrão na subcaixa de diálogo Termos. Os termos são da seguinte maneira:
  • Bloco A B C D AA BB CC DD AB AC AD BC BD CD
Lembre-se, um experimento que é D-ótimo para um conjunto de termos não é necessariamente D-ótimo para um conjunto diferente de termos.
Métodos para selecionar o experimento

Neste exemplo, o primeiro experimento foi gerado sequencialmente e o método de troca foi usado para melhorar o primeiro experimento, trocando um ponto de experimento de cada vez.

Ensaios experimentais na ordem em que foram escolhidos
Os números mostrados identificar a linha do ensaios experimental na worksheet original.
Observação

Os pontos do experimento que são selecionados dependem da ordem das linhas dos pontos no conjunto candidato. Portanto, o Minitab pode selecionar um experimento ótimo diferente do mesmo conjunto de pontos candidatos se eles estiverem em uma ordem diferente. Isso pode ocorrer porque podem existir vários experimentos D-ótimos para um conjunto de pontos candidato especificado.

Estatísticas
Você pode usar as métricas do critério ótimo para comparar experimentos, mas lembre-se que o critério ótimo de um determinado experimento D-ótimo é dependente do modelo. Ou seja, o critério ótimo é definido para um tamanho de um experimento fixo e para um determinado modelo. Por exemplo, quando se comparam experimentos, os critérios D-ótimos maiores são melhores, mas os valores com critérios A-ótimos menores são melhores.

Experimento Ótimo: Blocos; A; B; C; D

Experimentos de superfície de resposta aumentado de acordo com D-ótimo Número de pontos candidatos do experimento: 30 Número de pontos de experimento para aumentar/melhorar: 20 Número de pontos do experimento em experimento ótimo: 25 Termos do Modelo: Bloco; A; B; C; D; AA; BB; CC; DD; AB; AC; AD; BC; BD; CD Experimento inicial aumentado pelo método Sequencial Experimento inicial melhorado pelo método de Troca O número de pontos do experimento trocados é 1 Experimento Ótimo Número de linha de pontos de experimentos selecionados: 1; 3; 4; 6; 8; 9; 10; 13; 15; 16; 17; 19; 22; 23; 24; 25; 26; 27; 28; 30; 2; 5; 14; 18; 20 Número de condição: 8,53018 D-ótimo (determinante de XTX): 3,73547E+20 A-ótimo (traço de inv(XTX)): 1,99479 G-ótimo (leverage méd/leverage max): 0,64 V-ótimo (leverage média): 0,64 Leverage máximo: 1
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política