O que é o método de Dunnett para múltiplas comparações?

O método de Dunnett é utilizado na ANOVA para criar intervalos de confiança para as diferenças entre a média de cada nível de fator e a média de um grupo de controle. Se um intervalo contém zero, não há diferença significativa entre as duas médias sob comparação. Você especifica uma taxa de erro familiar para todas as comparações, e o método de Dunnett determina os níveis de confiança para cada comparação individual da maneira correta.

Exemplo do método de Dunnett

Você está estudando três pílulas para perda de peso a fim de determinar se elas são significativamente diferentes de um placebo. Em um experimento duplo-cego, cinquenta pessoas recebem a Pílula A, cinquenta pessoas recebem a Pílula B, cinquenta pessoas recebem a Pílula C e cinquenta pessoas recebem um placebo. O grupo placebo é o grupo de controle. Você registra a perda de peso média de cada grupo e executa a ANOVA com o método de Dunnett para determinar se alguma das três pílulas produz uma perda de peso que seja significativamente diferente da perda de peso produzida pelo placebo. O método de Dunnett produz três intervalos de confiança: um para a diferença na perda de peso média entre o grupo A e o grupo de placebo, um para a diferença na perda de peso média entre o grupo B e o grupo de placebo e um para a diferença na perda de peso média entre o grupo C e o grupo de placebo. Você define a taxa de erro familiar para todas as três comparações em 0,10, de forma que o nível de confiança para todas as comparações seja de 90%.

O intervalo de confiança para a diferença entre a Pílula A e o placebo contém zero e, por conseguinte, você conclui que não há diferença entre a perda de peso no grupo A e o grupo de placebo. O intervalo de confiança para a diferença entre a Pílula B e o placebo contém apenas números negativos e, por conseguinte, você conclui que os sujeitos no grupo B perderam menos peso do que os sujeitos no grupo de placebo. Em outras palavras, a Pílula B evita a perda de peso. Finalmente, o intervalo de confiança para a diferença entre a Pílula C e o placebo contém apenas números positivos e, por conseguinte, você conclui que a Pílula C produz perda de peso significativamente maior do que um placebo. Como resultado deste estudo, você recomenda a Pílula C.

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política