Interpretar os principais resultados de Gráficos de linha com um Y

Conclua as etapas a seguir para interpretar um gráfico de linha com uma variável Y.

Etapa 1: Procurar por evidência de interações

Se as linhas do gráfico não estiverem paralelas, pode haver uma interação. Uma interação indica que as médias dos dados de Y nos níveis da primeira variável X são diferentes em cada nível da segunda variável X. Quanto mais as linhas forem não paralelas, maior é a força da interação.

O gráfico de linhas a seguir mostra a resistência média de fibras produzidas por 4 máquinas e 3 operadores. A linha não paralela associada ao operador 1 na máquina 2 sugere uma possível interação. Esta combinação produziu uma resistência média inesperadamente elevada que pode justificar uma investigação de acompanhamento.
Observação

Embora seja possível usar o gráfico de linhas para mostrar efeitos e interações, você deve realizar o teste estatístico adequado para avaliar a significância estatística de todos os efeitos ou interações observados. Se os efeitos da interação forem significativos, não é possível interpretar os efeitos principais sem considerar os efeitos da interação.

Etapa 2: Procure por evidências de efeitos

Linhas inclinadas sugerem um possível efeito devido ao fator-x. As diferenças entre as linhas sugerem um efeito possível devido ao fator da legenda. Avalie os efeitos possíveis (ou ausência de efeitos) em relação aos objetivos de seu estudo.

Meta para Y
Procure pelos níveis de variáveis X que minimizem Y, maximizem Y, ou que mais cheguem mais perto de atingir um valor-alvo de Y.
Robustez de Y a mudanças em X
Procure pelos níveis de uma variável X que tornem Y robusta a alterações na outra variável X. Por exemplo, identifique se a média de Y for quase a mesma em todas as definições da variável X no eixo-s do gráfico ou em todas as definições da variável X na legenda.
O gráfico de linhas a seguir mostra os pesos de enchimento médios para um produto alimentar produzido por 3 máquinas utilizando dois lotes de ingredientes. A inclinação diferente de zero das linhas sugere diferenças nos pesos de enchimento médios para cada máquina. A Máquina 2, em geral, estava mais próxima do peso de enchimento alvo de 11,00. A Máquina 1 tendia fazer um enchimento insatisfatório, enquanto a Máquina 3 tendia encher demais. Os pesos de enchimento foram consistentemente mais baixos para cada máquina para o lote 2 do que foram para o lote 1.
Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado.  Leia nossa política